Gramática On-line | Por Prof. Dílson Catarino

373 textos cadastrados no site da Gramática On-line

Anuncios Google
Gramatica

Encontre o que procura no Buscapé!

Pesquise preços de Gramatica

www.BuscaPe.com.br

Gramatica

Encontre o que procura no Buscapé!

Pesquise preços de Gramatica

www.BuscaPe.com.br

Gramatica

Encontre o que procura no Buscapé!

Pesquise preços de Gramatica

www.BuscaPe.com.br

Gramatica

Encontre o que procura no Buscapé!

Pesquise preços de Gramatica

www.BuscaPe.com.br

Ultima atualização: 14 NOV 2013

/ GRAMÁTICA

Tempos verbais compostos

Os tempos verbais compostos são formados por locuções verbais que têm como auxiliar ter ou haver e como principal, qualquer verbo no particípio. São eles:

 


Pretérito perfeito composto do indicativo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no presente do indicativo e o principal no particípio, indicando fato que tem ocorrido com frequência ultimamente.

 

- Eu tenho estudado demais ultimamente.
- Todos nós nos temos esforçado para a empresa crescer.
- Será que tu tens tentado melhorar?

 


Pretérito perfeito composto do subjuntivo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no presente do subjuntivo e o principal no particípio, indicando desejo de que algo já tenha ocorrido.

 

- Espero que você tenha estudado o suficiente para conseguir a aprovação.
- O meu desejo é que todos nós nos tenhamos esforçado, para a empresa crescer.
- Duvido de que tu tenhas tentado melhorar.

 


Pretérito mais-que-perfeito composto do indicativo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no pretérito imperfeito do indicativo e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o pretérito mais-que-perfeito do indicativo simples.

 

- Ontem, quando você foi ao Zerão, eu já tinha caminhado 6 Km.
- Eu já tinha estudado no Maxi, quando conheci Magali.
- Eu tinha confiado naquele amigo que mentiu a mim.

 


Pretérito mais-que-perfeito composto do subjuntivo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no pretérito imperfeito do subjuntivo e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o pretérito imperfeito do subjuntivo simples.

 

- Eu teria caminhado todos os dias desse ano, se não tivesse trabalhado tanto.
- Eu teria estudado no Maxi, se não me tivesse mudado de cidade.
- Eu teria confiado mais uma vez naquele amigo, se ele me tivesse prometido não mais me trair.


Obs.: Observe que todas as frases remetem a ação obrigatoriamente para o passado. A frase Se eu estudasse, aprenderia é diferente de Se eu tivesse estudado, teria aprendido.

 


Futuro do presente composto do indicativo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no futuro do presente simples do indicativo e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o futuro do presente simples do Indicativo.

 

- Quando você chegar ao Zerão, eu já terei caminhado 6 Km.
- Amanhã, quando o dia amanhecer, eu já terei partido.

 


Futuro do pretérito composto do indicativo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no futuro do pretérito simples do indicativo e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o futuro do pretérito simples do indicativo.

 

- Eu teria caminhado todos os dias desse ano, se não tivesse trabalhado tanto.
- Eu teria estudado no Maxi, se não me tivesse mudado de cidade.
- Eu teria confiado mais uma vez naquele amigo, se ele me tivesse prometido não mais me trair.

 


Futuro composto do subjuntivo:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no futuro do subjuntivo simples e o principal no particípio, tendo o mesmo valor que o futuro do subjuntivo simples.

 

- Quando você tiver terminado sua série de exercícios, eu caminharei 6 Km.

 


Observe as seguintes frases:


- Quando você chegar à minha casa, telefonarei a Salete.
- Quando você chegar à minha casa, já terei telefonado a Osbirvânio.

 

O significado das frases é diferente. No primeiro caso, esperarei "você" praticar a sua ação para, depois, praticar a minha; no segundo, primeiro praticarei a minha. Por isso o uso do advébio "já".

 

Agora observe estas:

 

- Quando você tiver terminado o trabalho, telefonarei a Salete.
- Quando você tiver terminado o trabalho, já terei telefonado a Salete.

 

Novamente o significado é diferente em ambas as frases apresentadas. No primeiro caso, esperarei "você" praticar a sua ação para, depois, praticar a minha; no segundo, primeiro praticarei a minha. Por isso o uso do advébio "já".

 


Infinitivo pessoal composto:

É a formação de locução verbal com o auxiliar ter ou haver no infinitivo pessoal simples e o principal no particípio, indicando ação passada em relação ao momento da fala.

 

- Para você ter comprado esse carro, necessitou de muito dinheiro.

 


Verbos terminados em -quar e -guar.

 


Siga o Gramática no Twitter