publicidade

Pesquisar no Site


Dica do professor Dilson Catarino

Em princípio e A princípio. Como usar essas expressões.

Veja mais
A língua no dia a dia
Voltar

Enxague os cabelos! Como se pronuncia?

29/04/2014

 

O acordo ortográfico, que mudou a ortografia oficial da Língua Portuguesa, criou novas maneiras de se pronunciarem algumas palavras, principalmente a conjugação de alguns verbos. Vejamos uma das mudanças mais graves:

 

Os verbos terminados em –guar, –quar e –quir, como aguar, desaguar, enxaguar, minguar, adequar, obliquar (andar em direção oblíqua; proceder sem franqueza, dissimular), apropinquar (aproximar), alonginquar (afastar), antiquar e delinquir passaram a ter dois modelos de conjugação segundo o Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa.

 

As denominadas formas rizotônicas (aquelas que têm a tonicidade dentro do radical (aquilo que sobra quando se retiram as terminações –ar, –er, –ir do verbo) que são as seguintes pessoas: eu, tu, ele e eles de dois tempos verbais: presente do indicativo (tempo que representamos pela frase “Todos os dias...”) e presente do subjuntivo (tempo que representamos pela frase “Espero que...”) – podem ser conjugadas com a tonicidade na sílaba anterior ao gu ou ao qu ou ainda com a tonicidade no u do gu ou do qu. Há então estas possibilidades nas formas rizotônicas:

 

Presente do indicativo:

 

Todos os dias eu águo,

Todos os dias tu águas

Todos os dias ele água

Todos os dias eles águam

 

Ou ainda

 

Todos os dias eu aguo (gu-o)

Todos os dias tu aguas (gu-as)

Todos os dias ele agua (gu-a)

Todos os dias eles aguam (gu-am)

 

Presente do subjuntivo:

 

Espero que eu águe

Espero que tu águes

Espero que ele águe

Espero que eles águem

 

Ou ainda

 

Espero que eu ague (gu-e)

Espero que tu agues (gu-es)

Espero que ele ague (gu-e)

Espero que eles aguem (gu-em)

 

Os demais tempos têm conjugação regular: eu aguei, ele aguou, eu aguava, nós aguávamos, eles aguarão, se tu aguasses, quando eles aguarem, etc.

 

Um detalhe que não pode passar despercebido: o trema não é mais usado nos grupos “que, qui, gue, gui”, por isso se escreve “aguei”, “que ele ague”, etc...

 

Com esse Acordo, então, podemos dizer as seguintes frases.

 

- Espero que você averígue os problemas causados pela chuva.

- Espero que você averigue (gu-e) os problemas causados pela chuva.

 

- Os jovens se delínquam mais que os adultos.

- Os jovens se delinquam (qu-am) mais que os adultos.

 

- Espero que não se mínguem nossos recursos.

- Espero que não se minguem (gu-em) nossos recursos.

 

Há um verbo que sofreu uma mudança extraordinária. O dicionário Houaiss, inclusive, não a registra, mas o Aurélio, sim. E o Dicionário Escolar da Língua Portuguesa, 2ª edição, da Academia Brasileira de Letras, trá-la muito bem explicada. Trata-se do verbo “arguir” (examinar questionando ou interrogando; contestar), e também de seu derivado “redarguir” (dar resposta, argumentando; apresentar réplica a algo). Eles passaram a ser conjugados como todos os verbos terminados em –uir. Ficou mais fácil conjugá-los. Observe:

 

- Ele possui muitos bens.

 

A pronúncia da forma verbal “possui” é por meio daquilo a que chamamos de ditongo decrescente: o u e o i fazem parte da mesma sílaba, e o u é pronunciado com mais força, como ocorre com “fui”.

 

- Ele argui seus alunos constantemente.

 

A pronúncia da forma verbal “argui” é a mesma de “possui”.

 

- Eles possuem – Eles arguem (gu-em)

- Eu possuí – Eu arguí (gu-í)

- Nós possuíamos – Nós arguíamos

- Se eu possuísse – Se eu arguísse (gu-í)

- Ele possuirá – Ele aguirá (gu-i)

- Nós possuímos – Nós arguímos (gu-í)

- Eles possuirão – Eles arguirão (gu-i).

 

Antes de terminar, repito: Alguns dicionários, como o Houaiss, não estão conformes o Acordo Ortográfico, por isso trazem formas diversas das apresentadas neste texto, que está adequado à Reforma Ortográfica.

 

A forma verbal apresentada no título do texto deve ser pronunciada, portanto, en-xa-gu-e, pois não há o acento em “xá”; se o houvesse a pronúncia seria “en-xá-gue”, obviamente com o u pronunciado:

 

- Enxágue (xá-gue) os cabelos!

- Enxague (gu-e) os cabelos!

 

© Gramática On-line • 1999 - 2017• Todos os direitos reservados ao autor. Proibida cópia total ou parcial dos conteúdos.