publicidade

Pesquisar no Site


Dica do professor Dilson Catarino

Sentar ou sentar-se? na mesa ou à mesa?

Veja mais
Gramática
Voltar

Prefixos ou falsos prefixos

02/01/2014

Usos do hífen em palavras formadas por prefixos ou por falsos prefixos.

 

Prefixos e falsos prefixos são elementos que não existem isoladamente como palavra da Língua Portuguesa. Eis alguns exemplos:

 

ab, ad, aero, agro, além, alfa, ante,  anti, aquém, arqui, auto, bem, beta, bi, bio, circum, co, contra, di, eletro, entre, ex, extra, foto, gama, geo, giga, grã, grão, hetero, hidro, hiper, hipo, homo, infra,  intra, inter, lacto, lipo, macro, mal, maxi, mega, meso, micro, mini, mono, morfo, multi, nefro, neo, neuro, ob, paleo, pan, peri, pluri, poli, pós, pré, pró, proto, pseudo, psico, recém, retro, sem, semi, sob, sub, sobre, super, supra, tele, termo, tetra, tri, ultra, etc.

 

Obs.: Esses elementos podem ser substantivados, como ocorre com o uso de foto, no lugar de fotografia, mega, no lugar de megabyte, quilo no lugar de quilograma. Os elementos substantivados são pluralizáveis: "Duas fotos"; "Quatro megas"; “Doze quilos”.

 


 

1) Prefixos ou falsos prefixos terminados em vogal:

 


 

Com hífen se o segundo elemento for iniciado por H ou pela mesma vogal:

 

anti-higiênico, mini-horta, proto-história, sobre-humano, ultra-humano, anti-imperialista, anti-

-inflacionário, anti-inflamatório, auto-observação, contra-ataque, micro-ondas, micro-ônibus, semi-internato

 


 

Obs. 1: Os prefixos co-, re-, pro- (o fechado), pre- (e fechado) aglutinam-se, sem hífen, com o segundo elemento: coobrigação, coordenar, cooperar, coautor, coerdeiro, reescrever, reeleger, reospitalizar, preencher, preeminente.

 


 

Obs. 2: Se o segundo elemento se iniciar por R ou por S, essas letras se duplicam:

antirreligioso, antissocial, contrarregra, minissaia, multissecular, neorrealismo, semirreta, ultrassom, ultrassonografia.

 


 

Essa regra é insolentemente ignorada pelos brasileiros quando se trata de construir uma palavra que indique ser contra alguém, algum país ou empresa: invariavelmente se constrói com o nome próprio com letra maiúscula e se usa o hífen inadequadamente, enquanto se deveria escrever anticollor, antilula, antiglobo, anticristo.

 


 

2) Prefixos ou falsos prefixos terminados em consoante:

 


 

Com hífen se o segundo elemento for iniciado por HR ou pela mesma consoante:

 

hiper-requintado, inter-racial, inter-regional, sub-bibliotecário, super-racista, super-resistente, ab-rogar, ob-reptício, sob-roda, sub-bibliotecário, ad-digital, ad-rogar, inter-regional, super-

-homem, hiper-humano

 


 

Facultativamente, porém, se escreve ab-rupto ou abrupto e sub-humano ou subumano.

 


 

Exceção: não ocorre hífen quando o primeiro elemento for des-, in-, trans- ou an-: desumano, inumano, inábil, transumano, transexual, anistórico.

 

 

© Gramática On-line • 1999 - 2017• Todos os direitos reservados ao autor. Proibida cópia total ou parcial dos conteúdos.